MAS, AFINAL, O QUE É LOW CARB?

Antes de começarmos a explicar o que é low carb, queremos te dar os parabéns, pois, se você chegou até aqui, é muito provável que esteja à procura de mudança, buscando hábitos mais saudáveis, mais qualidade de vida e saúde. Portanto, aqui vai a primeira dica do nosso site: QUERER MUDAR é o primeiro e mais importante passo.

Estamos felizes por você e queremos te ajudar a avaliar se a low carb pode ser um bom caminho em direção aos resultados que deseja. Para isso, vamos entender primeiro o que significa essa expressão.

 

Low carb é um termo em inglês que em tradução literal significa “baixo carboidrato”. Assim sendo, podemos definir low carb como uma estratégia alimentar em que o consumo de carboidratos será mais baixo. Para uma melhor compreensão, é preciso dividir esse conceito e explicar algumas expressões que o compõem.

  • O primeiro ponto é: Low carb é uma estratégia alimentar. Ou seja, é uma das opções para quem quer emagrecer, não a única. Trata-se de uma estratégia com eficácia comprovada cientificamente e pela prática, que tem um alto índice de bons resultados por ser uma opção de dieta mais fácil e prazerosa, o que tem feito o seu número de adeptos aumentar significativamente.

 

  • Em segundo lugar, é importante destacar que se trata de uma alimentação mais baixa em carboidratos, não uma alimentação sem carboidratos. É muito comum essa confusão, entretanto, em low carb apenas deixa de ser regra o uso de carboidratos refinados e com índice glicêmico elevado, dando-se preferência para alimentos que tenham uma quantidade de carboidratos menor e, por consequência, não elevem tanto a insulina de quem os ingere, isto para que se evite a fome constante e o acúmulo do excesso de energia como gordura corporal.

Alimentos low carb que proporcionam mais saúde

Além dessas duas questões, é preciso esclarecer que existem basicamente duas formas de se viver a low carb: uma delas é a abordagem em que a low carb vem aliada à busca por um estilo de vida saudável – que é a mais indicada, claro -, em que, além de diminuir a ingestão de carboidratos, toma-se como base da alimentação o que chamamos de “comida de verdade”, ou seja: vegetais, carnes, ovos, azeite, oleaginosas, frutas (em especial, as de baixo índice glicêmico), evitando, assim, alimentos processados e ultraprocessados.

A segunda abordagem se baseia apenas na baixa ingestão de carboidratos, sem se preocupar com a qualidade nutricional do que se ingere. Portanto, alimentos como refrigerantes zero, embutidos de uma forma geral (presunto, peito de peru, salame, etc), bebidas destiladas, entre outros, são produtos low carb, e podem até funcionar se o seu objetivo for apenas emagrecer, porém, em termos nutricionais, trazem maiores malefícios que benefícios.

 

Para o nosso site, o termo low carb estará sempre associado à primeira abordagem, baseada em comida de verdade, afinal, acreditamos que o emagrecimento dever vir de uma maneira saudável. Acreditamos que é preciso descascar mais e desembrulhar menos, evitando ao máximo produtos industrializados, cheios de ingredientes que sequer sabemos pronunciar o nome.

Na dúvida, lembre-se sempre da máxima: “comida de verdade não tem ingredientes, ela é o ingrediente”.

 As escolhas que fazemos no supermercado determinam as escolhas que precisaremos fazer nas farmácias. Se alimentar bem é investir em saúde, em qualidade e tempo de vida. Vamos juntos?
Share: